quinta-feira, 11 de dezembro de 2008


Estava eu, navegando pelas internetes da vida, quando me deparo com um certo blog questionando o fato acima. O tal blog dedica-se a sempre "meter o malho" na revista Veja e suas capas um tanto quanto polêmicas. Nesta, por exemplo, a revista estampa a figura do Dinho, vocalista dos Mamonas Assassinas, com a seguinte afirmação: A injustiça da morte no auge. A edição da revista foi na semana seguinte da morte do grupo.
O blog levanta a seguinte questão: Quando os Mamonas Assassinas morreram todos juntos em um acidente de avião, a revista publicou esta capa: "A injustiça da Morte no Auge". Se foi acidente, de que injustiça a Veja estava falando? Injustiça divina? Do destino? Que teria sido injusto, afinal?
E aí? Concordam com o comentário? Ou seria um certo exagero da parte do blog?
Por Flávia Machado



3 comentários:

Laís disse...

Achei um exagero do blog, porque na época em que os Mamonas morreram, todos falavam a mesma coisa que a Veja: "poxa, eles morreram no auge". E já que, como foi dito, o blog sempre fala mal da Veja, então esse foi só mais um motivo que eles arranjaram.

gyssele disse...

Apesar do blog ser um crítico ferrenho da Veja, creio que houve sim um certo exagero por parte da revista, afinal, a morte dos integrantes da banda se deu em um acidente, portanto, acho inadequado falar em 'injustiça'. Que injustiça que houve?! Injustiça por parte da vida? De um possível 'deus'? Acho ambas explicações meio fajutas para a referida matéria.

Sara disse...

Foi exagero da parte do Blog. Tentei da forma mais clara pra mim analisar a frase e entendi que a Veja caracterizou a "Morte" como uma figura real, que cometeu a maior das suas injustiças ao tirar a vida do grupo Mamonas Assassinas, por isso usou a palara "auge".Quem foi injusta foi a Morte.